Projeto Pescar abre inscrições para edição 2021

Iniciativa já capacitou mais de 33 mil jovens em quatro países, entre eles, o Brasil. Em Blumenau será a sétima edição do programa na Fundação Fritz Müller e totalmente gratuito

 

Transformar a vida de jovens em vulnerabilidade social. Esse é o principal objetivo do Projeto Pescar, um curso de formação socioprofissionalizante, que compreende uma grade curricular focada 60% em desenvolvimento pessoal e cidadania e 40% em desenvolvimento profissional com ênfase em Serviços Administrativos. Realizado em Blumenau, desde 2011, pela Fundação Fritz Müller, mais de 80 jovens já passaram pelo curso, que na edição deste ano oferece mais 20 vagas. Em uma parceria com a Unifique, TranspoTech Empilhadeiras e Torresani, o projeto está com inscrições abertas até o dia 24 de fevereiro.

O processo seletivo é formado por três etapas: inscrição, entrevista e encontro com a família ou responsáveis. A primeira etapa pode ser realizada através do link https://www.projetopescar.org.br/inscricoes/ e as demais serão feitas de forma presencial ou online.

Os pré-requisitos são: ter entre 16 e 19 anos, estar cursando a partir do 7º ano do ensino fundamental ou já ter concluído o ensino médio e ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa. “O Projeto Pescar é uma oportunidade incrível de formação a jovens em vulnerabilidade social, que descobrem aqui todo o seu potencial e são incentivados a buscarem seus objetivos pessoais e profissionais. É uma verdadeira formação para a vida, o projeto desenvolve valores sociais, empoderamento e protagonismo”, destaca Camila Cunha, do setor de Responsabilidade Social da Fundação Fritz Müller.

O curso socioprofissionalizante totalmente gratuito é composto por aulas teóricas e práticas, com professores e empresários voluntários. Os encontros este ano serão híbridos, com três dias presenciais, nas dependências da Fundação Fritz Müller, e dois dias online. O curso começa na segunda quinzena de março e segue até meados de dezembro. Ao todo serão 800 horas dedicadas aos estudos, de segunda a sexta-feira, das 13h30min às 18h. “O projeto é transformador e demanda um mergulho dos jovens nos aprendizados, por isso querer viver essa experiência é requisito fundamental”, ressalta Camila. Os participantes recebem uniforme, alimentação, transporte, seguro de vida e internet para as aulas online, caso o jovem não tenha este serviço.

 

Sobre o Projeto Pescar

No Brasil, o Projeto Pescar é desenvolvido em nove estados. Além disso, outras 28 unidades estão espalhadas pelo mundo, em países como Argentina, Paraguai e Angola. Preparar o jovem com formação qualificada, desenvolvimento pessoal e cidadão para ingressar no mundo do trabalho, é o propósito da iniciativa. Por ano, quase 2 mil participantes são formados pelo projeto, que envolve mais de 3,4 mil pessoas, empresas e organizações unidas à causa.  

Últimas Notícias

  • A relação direta entre as práticas corporativas e as boas posturas com o Meio Ambiente

    A relação direta entre as práticas corporativas e as boas posturas com o Meio Ambiente

      O Dia Mundial do Meio Ambiente está prestes a completar meio século de existência! A data...

    Leia mais
    Sucessão familiar: empresas têm o desafio de preparar próximas gerações para continuidade do negócio

    Sucessão familiar: empresas têm o desafio de preparar próximas gerações para continuidade do negócio

    Herdeiros preparados desde a base para dar continuidade à gestão empresarial são decisivos para...

    Leia mais
    Governança Corporativa garante segurança aos negócios, destaca especialista

    Governança Corporativa garante segurança aos negócios, destaca especialista

    Estrutura consistente e transparente previne riscos e indica para decisões assertivas, destaca...

    Leia mais